"Tudo é hoje tal como era no tempo 
daqueles que nós enterramos" - 
Marco Aurélio.
O curso começa no sábado, dia 22 de setembro...
13
Dias
09
Horas
29
Min.
41
Seg.

  O NASCIMENTO DO EGO
Curso de Filosofia

CURSO "O NASCIMENTO E A MORTE DO EGO NA FILOSOFIA & PSICANÁLISE"
 COM LUIZ MARCOS DA SILVA FILHO
INÍCIO: A PARTIR DO DIA 22 DE SETEMBRO, sábados, das 10h às 12h.

"Em uma palavra, tudo que é do corpo é um rio; o que é da alma, sonho e fumaça; a vida é uma guerra, a
etapa de uma viagem; a fama póstuma: esquecimento. O que, então, pode servir-nos de guia? Apenas
uma única coisa: a filosofia" - Marco Aurélio.
  • Curso ministrado por um especialista com ampla trajetória na área. 
  • Curso certificado pelo Espaço A Coisa.
  • Segurança de carro na rua. Local pronto para o seu conforto e aprendizado. 
  • Amplie o seu vocabulário e seja uma referência no trabalho, na escola e nas conversas filosóficas.
  • 4 Módulos de conteúdo, divididos em 12 aulas expositivas e participativas de pura transformação. 
  • Faça parte de um grupo com os mesmos gostos que você. 
  • Vagas Limitadas, realizadas por ordem de inscrição (as vagas podem se esgotar antes do primeiro dia de aula). 
  • Café, água gelada e quitutes para os alunos. 

Confira o depoimento de quem já finalizou este curso

Clique abaixo e veja como as pessoas cresceram com este curso

Éder - Aposentada 
"Eu buscava uma outra abordagem dos textos filosóficos e encontrei"

VAGAS LIMITADAS -
CONFIRA ABAIXO O CONTEÚDO

Reserve agora a sua vaga enquanto é tempo.

À VISTA
R$ 997
por R$ 797
dinheiro ou R$ 837 no Cartão de Débito
CHEQUE ou CARTÃO
3 x R$ 347
por 3 x R$ 277

O QUÊ VOCÊ IRÁ APRENDER?

O curso investigará a emergência e a crítica do Ego na História da Filosofia e na Psicanálise. A noção de Ego não existe no ser humano desde sempre, ela foi elaborada a partir da noção de “alma” ou psique em um momento histórico preciso.

O Ego, como tema de reflexão filosófica, surge na Antiguidade Tardia, quando santo Agostinho escreveu a primeira autobiografia da história, as Confissões, mas suas condições de possibilidade repousam nas Filosofias Grega e Helenística. A partir de Agostinho, todavia, o Ego adquirirá contornos indissociáveis de uma noção de subjetividade, que terá emergência na Modernidade, bem como será demolido na obra de Nietzsche, na Filosofia Contemporânea, e na obra de Freud, na psicanálise, disciplina cujas condições de possibilidade de surgimento também se encontram na tradição filosófica que investigaremos.

O curso, assim, será dividido em quatro módulos, com um total de 12 aulas

NO MÓDULO 1, analisaremos condições de possibilidade para o nascimento do Ego na Filosofia Antiga, por meio do estudo da noção de “alma” ou psique em Heráclito, Parmênides, Platão e no estoicismo.

NO MÓDULO 2, examinaremos por que a noção de “alma” sofre reelaboração inédita na obra de Agostinho e como se dá a emergência do Ego e da interioridade. Com isso, abordaremos o significado de “Ego” na Antiguidade Tardia e na Filosofia Medieval.

NO MÓDULO 3, aportaremos na Filosofia Moderna, por meio da investigação do Ego e da subjetividade em Descartes, a partir de sua obra Meditações, e do “sujeito transcendental”, na Crítica da razão pura, de Kant.

NO MÓDULO 4, analisaremos a Filosofia Contemporânea, por meio da crítica de Nietzsche à alma, ao sujeito, à interioridade, à subjetividade e, claro, ao Ego. Por fim, investigaremos a metapsicologia de Freud, para compreender sua concepção de subjetividade, por meio da transição da primeira para a segunda tópica, isto é, por intermédio do abandono da concepção de psique estruturada em consciente, subconsciente e inconsciente, em proveito da estrutura do Eu, Supereu e "Isso".

O QUÊ E COMO VOCÊ IRÁ APRENDER NO CURSO 
O nascimento e a morte do Ego na Filosofia e na Psicanálise ?

Curso Online Tratamento de Imagens
  • Módulo 1 - Filosofia Gregas e Helenísticas

    Aula 1: O problema entre ser e devir e a concepção de “alma” em Heráclito.

    Aula 2: O problema entre ser, pensar e dizer e a noção de “alma” em Parmênides.

    Aula 3: O problema entre ser e dizer e a noção de “alma” em Platão.

    Aula 4: Crítica aos sofistas e o nascimento da lógica em Platão.

    Aula 5: Estrutura psíquica e material de “alma” no Médio Estoicismo.
  • Módulo 2 - Antiguidade Tardia e Filosofia Medieval

    Aula 6: A primeira obra da história escrita em primeira pessoa: as Confissões de Agostinho e a emergência do Ego.

    Aula 7: Por que o Ego é consequência da cisão da natureza humana em Agostinho?

    Aula 8: A reconfiguração do problema entre ser e pensar, ontologia e linguagem, a partir da emergência do Ego e da interioridade em Agostinho, no livro XI das Confissões, em que ocorre a reflexão sobre a eternidade e o tempo.
  • Módulo 3 - Filosofia Moderna

    Aula 9: Ego, interioridade e subjetividade nas Meditações, de Descartes.

    Aula 10: A revolução copernicana, o juízo sintético a priori e a emergência do sujeito transcedental em Kant, no 2º prefácio da Crítica da Razão Pura.
  • Módulo 4 - Filosofia Contemporânea e Psicanálise

    Aula 11: Crítica de Nietzsche ao Ego e ao sujeito em Humano Demasiado Humano e O Crepúsculo dos Ídolos.

    Aula 12: A transição da primeira para a segunda tópica, isto é, da transição do sujeito "cindido" em consciente, subconsciente e inconsciente, em proveito da cisão do Eu, Supereu e Isso, nos textos de metapsicologia de Freud.

Clique no Botão Abaixo e Garanta Agora a sua Vaga!

João Maria

Prof. Dr. Luiz Marcos da Silva Filho

Uma vida dedicada à filosofia. Confira abaixo a trajetória acadêmica do professor. 

Professor de Filosofia da PUC-SP

Pós-doutorado em Filosofia
(2018 - Em andamento)
Universidade Federal de São Carlos, UFSCar, Brasil
Título: Ontologia, linguagem e história n’A cidade de Deus: sexualidade e contradição em Agostinho.

Doutorado em Filosofia (Conceito CAPES 7).
Universidade de São Paulo, USP, Brasil.
Título: Desnaturalização da política n'A cidade de Deus, Agostinho, Ano de obtenção: 2012.

Mestrado em Filosofia (Conceito CAPES 7).
Universidade de São Paulo, USP, Brasil.
Título: A definição de populus n'A cidade de Deus de Agostinho: uma controvérsia com Da república de
Cícero,Ano de Obtenção: 2008.

Aperfeiçoamento em Filosofia Medieval.
Universite de Tours (Universite Francois Rabelais), U.T., França.
Título: Augustin et Cicéron. Ano de finalização: 2010.

Graduação em Filosofia (bacharelado).
Universidade de São Paulo, USP, Brasil


======ATUAÇÃO PROFISSIONAL======

Universidade Federal de São Carlos, UFSCar, Brasil.
Vínculo institucional
Vínculo: Professor Substituto de Filosofia, Enquadramento Funcional: Contrato, Carga horária: 40
Período: 02/2017 – Atual

Universidade Federal de Lavras, UFLA, Brasil.
Vínculo institucional
Vínculo: Servidor Público, Enquadramento Funcional: Professor Adjunto II, Carga horária: 40, Regime:
Dedicação exclusiva.
Período: 03/2011 – 03/2016


======OUTRAS ATIVIDADES ======


Coordenador do curso de Filosofia, modalidade presencial.
Período: 07/2012 - 10/2015

Coordenador da área de Filosofia do Programa Institucional de Bolsas de Iniciação à Docência
(PIBID/CAPES)
Período: 07/2012 - 02/2015

Membro/pesquisador do Centro de Estudos de Filosofia Patrística e Medieval (CEPAME/USP)
Período: 03/2003 – atual

Membro/pesquisador do Grupo de Estudos de Latim Medieval (GELM/USP)
Período: 03/2016 – atual

Atividade: Tradução da obra: AGOSTINHO. Sobre oitenta e três questões diversas.
Membro do Grupo de Estudos de Leitura do De anima, de Aristóteles (UFSCar)
Período: 03/2017 – atual

FABAN – Faculdade Bandeirantes/Ribeirão Preto
Disciplinas ministradas: Introdução à Filosofia (Letras, Pedagogia, Administração, Turismo, Matemática)
Filosofia da Educação (Pedagogia)
Período: 02/2007 – 12/2007